Pois é, cheguei… há 3 semanas!!
A todos os que acompanham o blog e o projecto agradeço a paciência para 3 semanas de poucas novidades. Então o que aconteceu? Bem, passei 3 semanas a tratar de tudo o que não tratei quando andei em viagem!

Mas vamos à chegada em si!

Após 13 dias de viagem cheguei são e salvo à Mundos de Vida, no Lousado (Famalicão) no dia 19 de Fevereiro.
Tinha à minha espera a minha família (a Sofia e os meninos), os meus pais, o meu irmão, a equipa da Mundos de Vida, jornalistas e o infantário em peso! Foi um momento particularmente comovente: por um lado chegara, são e salvo, depois de mais de 4.000 km's de desafios, mas por outro lado chegava outra pessoas que não a que partira para a Suécia, fruto das aprendizagens, experiências e descobertas que fiz. Mas vamos Às diferenças!

Sou uma pessoa mais despreocupada: agora sei, mais do que nunca e com uma forte experiência a suportá-lo, que cada problema pode ser resolvido, passo a passo, com determinação, alegria, foco na solução (deixando as lamúrias e queixumes de lado) e acreditando intensamente que vamos conseguir dar a volta.

Sou uma pessoa mais feliz: não saber onde vou dormir, não saber o que vou comer ou como vou sair daqui, como vou avançar, todas estas coisas que agora SEI de forma real levam-me a dar muito mais valor a tudo o que já tenho, a tudo o que na minha vida me ajuda a viver melhor, mais confortável e com mais tranquilidade! No fundo é a sensação de simplificação que tanto defendo: se tiver um Bentley ficarei certamente contente, mas também vivo feliz sem carro!

Sou uma pessoa mais confiante nos outros: se nos mantivermos positivos e permitirmos ao mundo que nos rodeia alguma margem de manobra aparecerão as pessoas e recursos para nos ajudar, e podem crer que há gente boa e disponível em todo o lado, mesmo quando parece que nada corre bem!

A chegada foi algo surpreendente para mim: sabia que teria jornalistas, sabia que estaria a minha esposa, mas não tinha a certeza de muito mais! Os “nossos" meninos (em regime de acolhimento familiar), o meu irmão e os meus pais foram uma “quase-surpresa" (já desconfiava), mas além disso estava lá toda a equipa da Mundos de Vida e o infantário todo!!

Aproveitei para cantar alguma músicas com os meninos e depois respondi às preguntas (deles e dos graúdos!) sobre a viagem, as peripécias, como tinha vindo, onde dormi, enfim, um sem-número de coisas que todos quiseram saber.

Depois foram os jornalistas, a quem expliquei os objectivos da viagem do projecto em si: a divulgação da instituição e a demonstração de que simplificar, concentrar-se na solução e manter-se positivo(a) são três estratégias fundamentais para melhorar as nossas vidas.

Por fim, e para completar a primeira fase do projecto, a entrega do cheque de 600€ de donativo, resultante da angariação inicial que tinha levado a cabo para financiar o projecto na sua globalidade.

Fechou-se assim mais uma fase do Pé Descalço: depois da fase de angariação financeira, a viagem, agora já realizada (com nota máxima, pois esperava demorar 2 a 3 semanas e consegui superar as perspectivas mais optimistas!). Agora resta a terceira fase, a escrita do livro (e a descoberta da editora que o vai publicar!).
Aqui fica desde já o meu agradecimento a todos os que, de uma forma ou de outra, me ajudaram a chegar até aqui! Muito e muito obrigado!! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *